Clipping

Imobiliário vê travão na subida de preços, mas não uma quebra

O prolongamento das taxas de juro em níveis historicamente baixos e a volatilidade dos mercados acionistas poderão permitir uma recuperação mais rápida no imobiliário do que noutros setores, antecipam os operadores.

 

Os preços deverão estabilizar, mas não cair.

Os preços das casas em Portugal continental subiram 14,1% em novembro face ao mês homólogo, e aceleraram 1,7% em relação a outubro, contrariando a tendência de abrandamento que predominou em 2019.